Veja como fica o rodízio de água em Curitiba e Região Metropolitana até 28 de agosto


Na terça-feira (18), a Sanepar lançou um canal para receber denúncias de desperdício de água. Curitiba e Região Metropolitana estão em rodízio de abastecimento de água
Giuliano Gomes/PR Press
Mesmo com a chuva que tem atingido o Paraná nessa semana, o volume dos reservatórios ainda vai demorar para normalizar, de acordo com a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar).
Ou seja, o rodízio no abastecimento de continua sendo necessário.
VEJA como o RODÍZIO fica até o dia 28 DE AGOSTO
A Sanepar pede para que a população use a água apenas para atividades essenciais – como alimentação, higiene pessoal e limpeza básica interna na casa.
Desde maio, o Paraná está em situação de emergência hídrica devido a severa estiagem que vem enfrentando.
Reservatórios do século passado, na Serra do Mar, são reativados para abastecer as represas de Curitiba
Estiagem no Paraná compromete sistema de abastecimento de água; FOTOS
Rodízio mais intenso
Por causa dos baixos volumes dos reservatórios de água, a Sanepar precisou endurecer o rodízio no abastecimento de água.
A região agora é dividida em três áreas que enfrentam ciclos de fornecimento de água de 36 horas intercalados com outras 36 horas sem abastecimento (24 horas sem água e outras 12 horas de restabelecimento do sistema).
População ficará um dia e meio sem água (24 horas sem e 12 horas para recuperação) e um dia e meio com água (36 horas)
Reprodução/RPC
‘Alerta Água’
Na terça-feira (18), a Sanepar lançou um canal para receber denúncias de desperdício de água em Curitiba e Região.
O “Alerta Água” é um número de WhatsApp para que os consumidores possam enviar vídeos e fotos de situações de consumo irresponsável de água, com endereço do local.
O número é (41) 9 9521-3022.
Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.